468x60_zanox_10OFF

Brasileirão 2013

Publicado em dezembro 16th, 2013 | por Thiago Rodrigo Alves Carneiro

Crônica de João Máximo, torcedor do Flu: “O calor das vitórias se impõe à frieza das leis”

João Máximo, colunista de o Globo e torcedor do Fluminense, ressalta que “permanecer na segunda divisão será gesto mais à altura de um grande clube [como o Fluminense] do que voltar novamente pela janela”.

Há a lei e o espírito da lei. A lei é feita para que os direitos sejam observados e as obrigações, cumpridas. O espírito é o que ela significa ou pretende significar, o porquê de sua criação. No caso, o que se deve levar em conta é de que forma a Portuguesa de Desportos errou ao escalar um jogador suspenso. Tentou burlar a lei? Quis passar os adversários para trás? Escalou o jogador, aos 32 minutos do segundo tempo, para obter vantagem sobre o Grêmio e, com isso, garantir sua vaga na primeira divisão? Será reincidente no ato de desrespeitar leis e regulamentos? Nada disso.

O que parece claro é que a Portuguesa de Desportos foi vítima de sua própria incompetência. No caso, a incompetência de um advogado que, tardia e erradamente, passou à direção do clube a informação que resultou nesta confusão toda. Dolo? Certamente, não do clube. E, é preciso crer, não do advogado. Incompetência, sim. Desobediência à lei, não.

Não sabemos o que irá decidir este STJD de decisões tão lerdas quanto discutíveis. Talvez se prenda rigorosamente ao rigor da lei e mande a Portuguesa de Desportos para o fundo do poço. Mas não seria melhor atentar para o espírito da lei e, no máximo, descobrir outro modo de punir a Portuguesa de Desportos? Impedir que ela continue na primeira divisão, lugar que assegurou em campo, é achar que o calor das vitórias vale menos que a frieza das leis.

Certo, há também o Fluminense, repentinamente interessado no desfecho do caso. Se a Portuguesa cair, ele sobe. Ou melhor, fica onde, pelo futebol que jogou, não merece ficar. Por mais doloroso que pareça ao coração de seus torcedores, permanecer na segunda divisão — assumi-la de cabeça erguida, partir para reerguer-se, lutar digna e legitimamente por um 2014 melhor — será gesto mais à altura de um grande clube do que voltar novamente pela janela.

Spread the love
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Tags: , , ,




Voltar ao Topo ↑