468x60_zanox_10OFF

Brasileirão 2013

Publicado em 14 jul 2014 | por Thiago Rodrigo Alves Carneiro

0

CBF consegue vitória na Justiça e Portuguesa joga Série B em 2014

Depois de quatro meses de brigas, polêmicas, discussões e ações judiciais de torcedores da Lusa e do Fluminense e da própria Portuguesa ir à na Justiça Comum, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) conseguiu cassar todas as liminares que davam à Lusa o direito provisório de disputar a Série A do Brasileirão de 2014 e, desta forma, a Portuguesa de Desportos desistiu de brigar na Justiça Comum e disputará a Série B do Campeonato Brasileiro em 2014.

“Não tem jeito. Tentamos, mas não deu e agora, a poucos dias (do início das Séries A e B do Brasileiro), nada vai mudar. Vamos mandar o time para Santa Catarina, está definido. Vamos jogar a Série B”, declarou Ilídio Lico, presidente da Lusa, logo antes da aberta do Campeonato Brasileiro da Série B em 2014. Ainda assim, o “achado” de uma liminar de um torcedor da Lusa no Fórum Regional da Penha, em São Paulo (SP), fez a equipe abandonar o campo aos 16 minutos de jogo na estreia contra o Joinville (SC). Posteriormente, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) condenou a equipe do Canindé a perda dos pontos do jogo com derrota por 3 a 0 por W.O., a suspensão de Ilídio Lico por 240 dias dos gramados e uma multa de R$ 100 mil para o clube.

A derrota nos tribunais custou caro à equipe paulista: perda de cota estimada entre 20 e 30 milhões de reais em TV, perda dos pontos na partida de estreia na segunda divisão nacional contra o Joinville (SC), em Santa Catarina, e dificuldades financeiras para montar um time competitivo, que culminaram com um desempenho pífio da equipe nas dez primeiras rodadas do campeonato e a classificação entre os quatro piores, que descerão para a Série C do Brasileirão em 2015. A Lusa deverá receber R$ 3 milhões em cotas de TV e as outras receitas, como patrocínios, são de difícil obtenção com todo o imbróglio envolvendo a equipe.

Spread the love
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Tags: , , , ,




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Voltar ao Topo ↑